domingo, 15 de novembro de 2009

Mais trechos do artigo do NYTimes sobre a Kristen Stewart

vampiros-da-midia-fiquem-atentos

Nós sabemos, cortesia da revista Us Weekley, que Kristen Stewart passa manteiga no seu pão doce. A revista People recentemente relatou o seu suposto romance com co-astro de Crepúsculo, Robert Pattinson, em uma edição inteira dedicada a franquia de filmes. E todos, desde o Access Hollywood ao New Zealand Herald, estão narrando detalhadamente o seu supostamente mal-humorado, amuado e melancólico comportamento.

O que dificilmente alguém fora de Hollywood sabe – ou pelo menos reconhece em meio ao frenesi dos tablóides, fãs excitados e pobre qualidade dos filmes Crepúsculo – é talvez o fato mais interessante sobre ela: aos 19 anos, Stewart é considerada uma das atrizes mais promissoras de sua geração, com vencedores do Oscar como Sean Penn e Jodie Foster, fazendo fila para oferecer elogios a ela.

“Eu queria que as pessoas focassem mais no trabalho e eu não posso dizer que não me sinto ofendida” , disse Stewart, que reprisa o seu papel como Bella Swan, uma garota comum do Ensino Médio que se apaixona por um sensível vampiro, no iminente filme A Saga Crepúsculo: Lua Nova.

“Mas eu compreendo, pois o que você faz como um ator é muito conectado a quem você é como pessoa”, ela continuou com um profundo suspiro. “O que realmente me mata – que realmente me despedaça — é quando as pessoas pensam que eu sou rude, desatenciosa ou ingrata porque eu não saio usando um biquíni e aceno para os paparazzi. Qual é!”.

“Uma máquina da verdade” foi como Sean Penn descreveu Kristen Stewart. Penn, que a escalou para o elenco de A Natureza Selvagem, como uma cantora de música folk, disse que ela é “magicamente fácil de dirigir”, e adicionou “ela é uma força real com instintos formidáveis”.

“Eu sei que talvez pareça engraçado discutir a seriedade dela como uma atriz no contexto da saga Crepúsculo, mas os tipos de coisa que ela tem que fazer são incríveis”, disse Weitz, cujos trabalhos incluem Um Grande Garoto e A Bússola de Ouro. “Não é fácil fazer apaixonar-se por um vampiro parecer real”.

Muitas pessoas comparam Stewart com Foster, em parte porque elas dividem uma notável semelhança física. “Kristen não está interessada em deixar as suas emoções explícitas na sua face, e isso resulta em performances realmente inteligentes e interessantes”, disse Foster.

Stewart escolhe personagens que são, quase sem exceção, difíceis ou problemáticos. Em O Silêncio De Melinda, ela interpretou uma novata do segundo ano que se torna propositalmente muda após ser estuprada. Mary Stuart Masterson a contratou em The Cake Eaters, como uma adolescente que sofre de uma doença terminal. Até em Adventureland, uma comédia dramática dirigida por Greg Mottola (Superbad), Stewart encontrou uma forma de dar uma profundidade obscura a sua personagem sexualmente aventureira. “Não é porque eu sou uma pessoa miserável, triste ou coisa assim”, ela disse. “Os papéis honestos e complexos tendem a ser sérios”.

Honestidade é um tema ao qual ela se reporta repetidamente. “Eu trabalhei com atores que são apenas mentirosos profissionais, e isso causa danos a eles e eles se tornam pessoas tristes ao final de suas carreiras”, ela disse. “Se você um dia precisar mentir enquanto atua, é apenas porque você está tirando um dia de folga e o seu humor está tendendo a realmente interpretar o seu personagem”.

|Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...

Ocorreu um erro neste gadget