domingo, 11 de outubro de 2009

gif

Robsten não vão para a AUSTRÁLIA

robert-pattinson-kristen-stewart-nao-vao-para-australia

Mais sobre a suposta ida das Estrelas de Twilight para a Austrália!

Robert Pattinson e Kristen Stewart não vão fazer um tour na Austrália apesar dos boatos que sugerem que o casal de “Twilight” estaria indo para a Austrália para um tour promocional.

Um famoso tablóide alegou que Robert e Kristen estariam escalados para viajar pelo país para promover a seqüência de Crepúsculo, Lua Nova. Também foi sugerido que já estariam acontecendo negociações para que Rob e Kristen apareçam no Nickeloden Kids’ Choice Awards da Austrália.

E ainda indicou que como a mãe da Kristen é australiana ela teria demonstrado interesse em ir visitar.
Mas um informante da saga Twilight insiste que não tem verdade nenhuma nesse boato, em nada!

|FONTE

Nova cena de LUA NOVA??

Kristen para a STAR MAGAZINE

kikikiki

|FONTE

Vazou a Trilha sonora de LUA NOVAAAA

nm

Para fazer o download da trilha sonora clique na foto acima ou aqui.

|FONTE

 

Image Hosted by ImageShack.us

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

Robert falou para a TU

Estávamos a passeio pelo Festival de Cannes quando nos avisaram que a Tu teria uma entrevista com o vampiro da moda. Sim, com Robert Pattinson! E eis que depois de um ano muito corrido, ele se deu um tempo para ir ao tapete vermelho e desfrutar do glamour do festival mais famoso do mundo. Todavia, ao chegarmos no lugar onde aconteceu a entrevista, não podíamos acreditar que iríamos falar com ele, pois do lado de fora do seu hotel, o aguardavam milhares de fãs que queriam apenas vê-lo. E, embora ele seja o cara do momento, a primeira coisa que ele nos diz quando chegamos é que ele ainda não consegue acreditar em tudo o que está acontecendo. Segundo ele nos contou na conversa, ele se considera um cara dos mais normais e jura ter uma vida muito chata. Então, além de ser super lindo, ele é um cara muito simpático e sensível. Como não se encantar por ele?

Robert, como se sente sabendo que, hoje em dia, milhares de garotas em todo o mundo sonham com você?
A verdade é que acredito que tudo isso é parte da ilusão que o cinema produz. Na realidade, não fiz nada de especial nem fora do comum para ter tanta fama. Tudo se resume nesses cinco minutos de emoção que você dá às pessoas e que é bom de sentir. É parte da magia e do que é gerado em torno dos filmes. As expectativas, os sonhos, as fantasias, são algo criado pela ilusão. Eu sou um cara dos mais normais, te juro.

Mas você desfruta do glamour que a sua profissão te dá, de poder estar no tapete vermelho?
Sim, claro que me encanta a ideia de poder viajar o mundo e estar presente em um festival como o de Cannes, por exemplo. Ter esses cinco minutos de glamour e emoção é incrível, desde que eu possa voltar à minha vida normal. São esses momentos que só o cinema pode te dar e que vou desfrutar. Mas a melhor parte é quando volto para casa no fim. (risos)

Diga a verdade, você acha que ser famoso tem te ajudado a conseguir mais garotas?
(Risos) Sim e não. No primeiro momento, mais garotas podem se sentir atraídas, mas quando as pessoas se dão conta de que você é um ser humano de carne e osso, com virtudes e defeitos, pode vir uma certa desilusão. E acontece que, muitas vezes, as garotas descobrem que o que pensavam sobre você era só fantasia. Acho que, afinal, sou como qualquer outro cara. Não posso ser o que os outros querem que eu seja, eu sou eu. E então você enfrenta as muitas ideias preconcebidas ou imaginárias que têm sobre você e isso é um problema, porque quando as pessoas descobrem que isso não é a realidade, elas se decepcionam. Te confesso que antes de fazer o filme, eu achava que talvez ser famoso me ajudaria a conquistar mais garotas, mas logo aprendi que não tão fácil como eu acreditava. No fim das contas, se uma garota te interessa, você tem que continuar se esforçando para conquistá-la. (risos)

Que outras coisas você teve que aprender?
Que tenho que ser muito cuidadoso com o que comento e com as informações que dou. Aprendi a não falar demais. Mas essa é uma lição de vida que serve muito para qualquer pessoa. Você deve pensar muito bem nas coisas antes de abrir a boca.

Além de ser ator, qual você acha que teria sido a profissão dos seus sonhos?
Ser pianista. A música me fascina, é minha outra paixão. E acho que teria sido feliz com o simples fato de poder estar perto de um piano e que essa fosse minha forma de ganhar a vida.

Você tem consciência que este é um momento que mudará sua vida para sempre? A partir desta saga, você poderá escolher seus projetos futuros!
Eu sei, mas às vezes tento não pensar muito sobre isso, porque é algo que me amedronta. Sinto que agora as coisas acontecem muito rápido e tenho que escolher constantemente sem quase nada de tempo para analisar as coisas, porque se eu fizer isso, perco a oportunidade. Já não se pode ser um ator que espera cinco anos para fazer o filme que quiser, pelo contrário, você tem que encontrar o trabalho adequado nos próximos meses porque senão a indústria e as pessoas se esquecem muito depressa de você. Então você se compromete a ser eficiente e rápido no momento de escolher o que virá. Quando não se tem nada a perder é ótimo, porque você simplesmente aceita o desafio e se lança a alcançá-lo. Mas quando você realmente quer viver de uma carreira a longo prazo e construir uma boa imagem, tudo isso se converte em algo muito estressante.

E falando dos seus sonhos para o futuro, o que você gostaria que New Moon acrescentasse à sua carreira?
Quero acreditar que o fato de a saga ser bem sucedida me dará mais liberdade no momento de escolher os projetos que farei depois. Por isso espero que o filme se saia muito bem. É assim que a indústria funciona, e para poder fazer o que eu gosto é importante que as coisas saiam da melhor forma possível e tenham êxito, certo?

As pessoas falam o tempo todo do quanto você é maravilhoso, você também acha?
Na verdade não (risos). A verdade é que eu fiquei recusando ir à audição para esse filme durante meses, porque depois que li o livro, pensei que não tinha nenhum sentido me apresentar, te juro! Para mim, o intérprete teria que ser uma espécie de modelo, ter um corpo perfeito e que fosse capaz de fazer um personagem mais físico. E eu não me considero assim de jeito nenhum. Eu simplesmente disse a mim mesmo: “ok, eu vou à audição e serei ser eu mesmo, é o melhor que posso fazer”. Nunca imaginei que ficaria com o papel de protagonista!

“Adoraria voltar a ter uma vida normal, mas sei que isso é quase impossível.”

Mas é verdade que, para interpretar Edward, você teve que malhar muito?
Sim, mas comecei a fazer isso quase no final do primeiro filme. E, principalmente, fiz isso para me sentir bem comigo mesmo. Eu não queria somente ter músculos bem definidos e o famoso tanquinho, também queria estar o mais saudável possível, porque isso transparece na sua atitude e na sua segurança.

Em relação à música, você continua tocando?
Claro! Eu fazia muito isso em Londres, e sempre me lembro daqueles dias em que eu saía para dar uma volta de carro, pensando que ser músico é o trabalho mais legal do mundo. Eu me imaginava tocando nos restaurantes e nas praias, com o por do sol à beira mar. Toco piano desde que tinha cinco anos, então a música é parte da minha personalidade.

Falando de Edward, o que você acha que tem em comum com ele?
Não sei, talvez sua sensibilidade, sua timidez. E também tenho certos poderes sobrenaturais (risos). Não, na verdade não, queria que fosse assim, mas sou muito normal.

O que poderemos ver de novidade nesta saga?
Não posso dizer muito porque é segredo. A ideia é que a gente se surpreenda, porque mesmo sendo baseada nos livros, Chris Weitz (o diertor) deu o seu toque ao filme. Então vão assistir! O que é definitivo é que é um filme belíssimo visualmente. Chris é um gênio e gosta muito de explorar ao máximo a imagem. New Moon será algo grandioso, vocês não podem perder! Eu ainda não vi, mas estou morrendo de vontade de assistir.

Amores
Namoros e rumores

Rob não tem sorte no amor: “Nunca me apaixonei, mas tento ser o mais romântico possível. Há aproximadamente um ano, eu poderia ter falado com as garotas e nenhuma delas teria ficado interessada. Estou buscando uma garota com caráter. Se a encontrasse um dia, sabe o que faria? Escreveria a ela centenas de cartas de amor.”

Esta é a lista das famosas com as quais se acreditam que ele se envolveu:

Camilla Belle
Emilie de Ravin
Érika Dutra
Elizabeth Reaser
Nikki Reed
Emma Watson

|FONTE

Kristen na InSTYLE MAGAZINE

Robert para a VANITY FAIR-nova/velhas fotos

free image host free image host free image host

|Fonte

Robert na revista TU


|FONTE

Kristen para a SEVENTEEN MAGAZINE

Kristen Stewart
Não a odeie por sair com Robert Pattinson! Kristen na verdade é o tipo leal de amiga que você iria querer do seu lado.

Você sente, quando assiste Crepúsculo (pela primeira ou bilionésima vez), uma conexão instantânea com Bella? A decisão dela de ficar com Edward parece louca – ele poderia tirar sua vida em um momento de fraqueza! – mas você reza para que isso aconteça com todo o seu coração de qualquer forma. Você sente a paixão de Bella e o desafio dela como se você estivesse passando por cada emoção agonizante com ela. E assim como Bella, Kristen Stewart tem uma confiança quieta que faz dela supremamente legal. Mas em entrevistas de TV e discursos em prêmios, ela parece torturada por não ser capaz de superar seus sentimentos e mortificada por ser o centro das atenções. A verdade é que ela é um pouco tímida e ela está mais interessada em ser uma atriz do que está interessada em ser uma celebridade. Mas ela também é grata por ser parte da Saga Crepúsculo e tem trabalhado duro para ter cada detalhe da personalidade de Bella perfeito nas telas. Ela se abriu para a Seventeen sobre a proximidade que ela sente com seu alter-ego em Crepúsculo, porque Rob teve que ser o seu Edward, e como ela mantém sua sanidade na loucura.

17: Vamos começar pelo começo – como foi a sua audição para Crepúsculo?
Kristen Stewart:
Todo mundo estava me falando que havia essa coisa de um grande filme de vampiro, e isso normalmente não é no que estou dentro. Mas aí eu li Crepúsculo e percebi que eu não tinha escolha – eu me encontrei lutando pelo papel. Normalmente audições são rápidas – você tem tipo um minuto para ler algumas cenas, e aí acabou. Mas minha audição teve quatro horas!

17: O que te fez querer tanto o papel?
KS:
Eu adoro quão honesta e auto-confiante Bella é. E eu gosto de Bella e Edward juntos. Eles se amam demais, mas eles também estão constantemente em desacordo. Eles não concordam um com o outro sobre nada – além do fato de que eles querem estar juntos.

17: Você é tão passional sobre o amor como Bella é?
KS:
Eu espero ser! Eu quero estar em contato com o que eu de fato quero, e ser capaz de confiar nisso. Bella está disposta a dar sua alma para Edward, para viver na eternidade – mas aí ela tem estranhas questões morais com casamento? Ela é uma doida total! Mas ela está bem com isso. E eu definitivamente sou assim.

17: Você ficou incomodada pela dependência dela por um cara pela própria felicidade dela em Lua Nova?
KS:
Eu poderia me relacionar totalmente com isso. Não há nada com que se envergonhar. Precisa ser uma pessoa forte para se dar completamente a outra.

17: Como foi trabalhar com o Rob?
KS:
Ele é meio impaciente, e isso é algo que eu admiro. Ele fica muito frustrado consigo mesmo, mas ele não deveria – você tem que ser corajoso, e ele é assim. Ele está ousando.

17: Quando você audicionou com ele pela primeira vez, vocês se ligaram instantaneamente?
KS: Para ser honesta, não foi nem uma audição ótima! Todo mundo estava nervoso e estranho. Mas isso era o que estava certo. Nós fomos apenas muito naturais e verdadeiros juntos. Foi instintivo – foi como se ele fosse a única opção, e não havia ninguém mais.

17: Vocês provavelmente têm a melhor química na tela que jamais existiu. Da onde vem isso?
KS:
Nós trabalhamos bem juntos porque ambos nos colocamos ali e não derrubamos um ao outro. Ele interpreta um personagem realmente complexo, e ele nunca é relaxado sobre isso.

17: Você fazia idéia que Crepúsculo fosse se tornar um fenômeno tão louco?
KS:
Eu estou acostumada a fazer filmes muito pequenos. Mas aí ele se tornou em algo grande. Quero dizer, eu sei quão obcecados os fãs são – eles o amam, mas nós o amamos tanto quanto.

17: Qual foi a maior lição que Bella te ensinou?
KS:
Você não precisa dar razões para as coisas que você faz – você simplesmente tem que fazer o que quiser fazer. E às vezes as coisas que parecem bagunçadas para qualquer outra pessoa é o certo para você. Você tem que fazer e não ter vergonha disso.

 

|FONTE

Robert para a SEVENTEEN MAGAZINE

Descobriu-se que Robert Pattinson não é o cara sombrio e cismado que você vê nas telas ou nas revistas. Embora ele seja convincente como o temperamental, apaixonado vampiro Edward na saga Twilight – e ele realmente é perseguido por paparazzis de tablóides (algo que faria qualquer um parecer excêntrico) – ele tem um lado leve que apenas seus amigos íntimos conseguem ver. Suas piadas de auto-depreciação foram lendárias no set de New Moon – a co-estrela Rachelle Lafevre diz “O seu senso de humor é tão seco, se você não estiver prestando atenção, você pode perdê-lo.” Então quando ele diz que ele está se matando de fome para manter o corpo de Edward, ou está bebendo Gatorade enquanto lê Columbine, um livro sobre um trágico tiroteio em uma escola, é difícil entender o que é fato e o que é apenas humor torcido. Mas na sua entrevista mais sincera (é claro, ele não resistiu de mandar algumas piadas), Rob revela exclusivamente à Seventeen a verdade sobre as manchetes, e o que o deixa totalmente feliz.

17: O que te atraiu para o papel do Edward?

Robert Pattinson: Edward é um cara a quem tantas pessoas amam, mas ele é essencialemente auto-odiante e propenso a ser auto-destrutivo. É essa é uma coisa muito típica dos caras sentirem – quando você ama muito uma coisa, você começa compulsivamente a destruí-la, porque você acha que não é bom o suficiente. É uma história muito trágica.

17: Você já amou alguém dessa forma?

Robert Pattinson: Na verdade não, mas eu entendo como é. A auto-destruição que é dominante em New Moon é muito mais clara pra mim do que as emoções em Twilight, que é todo sobre a liberdade de encontrar o seu primeiro amor, e pura alegria. Eu acho que eu sou uma pessoa mais cínica do que Edward é.

17: O que Edward desenvolve nesse filme?

Robert Pattinson: Edward é o super herói que é totalmente incapaz de salvar a donzela, não importa o quanto ele queira, e é a Bella que vem e o salva o tempo todo. Ela vê o que o valoriza, mesmo que ele mesmo não veja.

17: Você e a Kristen tiveram uma grande conexão no primeiro filme. Foi difícil recriar isso para New Moon?

Robert Pattinson: Eu sou muito próximo à Kristen, então foi bem fácil voltar.

17: Então, a química que nós vimos na tela foi real ou apenas atuação?

Robert Pattinson: Eu não gosto de “atuação”. Eu gosto de conhecer as sutilezas das pessoas. Tipo, se eu faço uma pessoa rir de verdade, o público iria preferir muito mais ver aquilo do que ver uma risada de “atuação” cem vezes. Se você quer que algo seja real, você tem que conhecer a pessoa.

17: Você tem uma regra de quão bem você deve conhecer seus parceiros de filme?

Robert Pattinson: Você está me perguntando se eu me ligo com todas as minhas parceiras? Sim (sarcasticamente).  Com todas as minhas companheiras de elenco do sexo feminino e de todos os filmes. E masculino. Simplesmente todos em volta. Todos com pernas. [Risos] Na verdade, não!

17: Mas é totalmente além da esfera de possibilidade que você e Kristen tivessem uma ligação?

Robert Pattinson: Se você falar com a Kristen, ela vai provavelmente vai dizer que está realmente além da esfera de possibilidade.

17: Haviam muitos rumores de que Nikki Reed também estava apaixonada por você.  Você acha que havia alguma verdade nisso?

Robert Pattinson: Se houve, deve ter sido segredo para mim!

17: É difícil ler tantos rumores e tantas fofocas sobre você?

Robert Pattinson: É terrivel, todas essas coisas, o tempo todo. Eu queria saber como controlar isso. Eu só quero dizer [à imprensa] “Eu nunca vou fazer nada interessante. Eu nunca fiz nada interessante na minha vida inteira!” Se eu tivesse feito, eu falaria disso o tempo todo! É o que é irritante sobre todos esses sites de fofocas – eles são tipo, “Ele acha que ele é tudo isso, ele acha que ele é tudo aquilo.” Não, eu realmente não acho!

17: Alguma vez você ficou com vergonha por causa de toda essa atenção?

Robert Pattinson: É estranho quando eu estou gravando e tem toda essa multidão de fãs em volta – mas as outras pessoas na rua estão pensando “Quem é aquele cara? O que vocês garotas estão pensando!?” Porque eu me pareço muito com um vagabundo.

17: Bem, se todos são obcecados com você, com o que você é obcecado?

Robert Pattinson: Filmar, seja lá como isso soa. Eu gostaria de fazer qualquer outro tipo de filme com a Kristen, e eu gostaria de trabalhar com Jack Nicholson. Mas eu nem sei se quero ser ator por tanto tempo! Eu nem mesmo sei como ser outra pessoa. Cada personagem é algo que eu acho interessante em mim mesmo, e se eu começar fazer um trabalho ruim, eu não vou sair por aí e fazer isso.

17: Se você não fosse ator, o que você seria?

Robert Pattinson: Eu estaria escrevendo. Eu acho que eu vou fazer uma trilha sonora para outro filme. Eu vou fazer umas coisas bem legais no próximo ano, com relação à atuação, e eu estou trabalhando com pessoas muito legais. Então eu estou completamente satisfeito no momento.

|FONTE

Robsten para a SEVENTEEN MAGAZINE

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

 

|FONTE

...

Ocorreu um erro neste gadget